R$ 600 mil destinados à entidades assistenciais
02 de Janeiro de 2020
R$ 600 mil destinados à entidades assistenciais
R$ 600 mil destinados à entidades assistenciais

O Tampinha Legal, nesse mês de novembro, chegou ao montante de R$ 600 mil destinados para entidades assistenciais cadastradas que fizeram a entrega do material coletado. O valor é o resultado da reciclagem do material arrecadado em cerca de dois mil pontos de coletas espalhados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Alagoas, Pernambuco, Brasília e Goiás.

Para a coordenadora do Instituto SustenPlást, Simara Souza, este é o resultado da dedicação de toda uma sociedade que está disposta a fazer a diferença. “É gratificante perceber como podemos impactar positivamente nas vidas de tantas pessoas através da sustentabilidade social, ambiental e econômica, elevando a qualidade de vida de todos os envolvidos. O Tampinha Legal acontece dentro dos lares, nas escolas e empresas dos mais variados segmentos”, analisa.

“As entidades assistenciais participantes mobilizam verdadeiros exércitos de voluntários em prol do lúdico e da transformação. O total de 100% dos plásticos são recicláveis, portanto matéria prima nobre que deve retornar para a indústria, caracterizando o processo de Economia Circular”, afirma.

Simara também explica que “o Tampinha Legal tem caráter educativo, buscando a conscientização da sociedade quanto á importância de destinar adequadamente o material plástico”.

Ao todo, mais de 400 entidades assistenciais estão cadastradas e 320 toneladas de tampinhas plásticas já foram encaminhadas à reciclagem.

O Tampinha Legal

O Tampinha Legal é iniciativa do Instituto SustenPlást, buscando a melhor valorização de mercado para o material. Os valores obtidos são destinados integralmente para as entidades assistenciais. Recentemente, lançou as ações Copinho Legal e Canudinho Legal, que, seguindo o modelo do Tampinha Legal, destinam os recursos obtidos com a venda dos copos e canudos plásticos para as entidades assistenciais cadastradas no programa. Além do site, também é possível acompanhar o trabalho do Tampinha Legal por redes sociais, como YouTube e Facebook.

Camejo Soluções em Comunicação | 02 de Janeiro de 2020