Santa Inês com lista de materiais diferente
21 de Fevereiro de 2020
Santa Inês com lista de materiais diferente
Santa Inês com lista de materiais diferente

Para 2020, as listas de materiais da Educação Infantil do Colégio Santa Inês seguem incluindo os chamados “materiais não estruturados” como parte dos itens solicitados. Já presentes na rotina escolar, objetos como caixas de papelão, tampinhas de garrafa, galhos, sementes secas, entre outros artigos que as famílias possuem em casa, estão substituindo os que, anteriormente, deveriam ser adquiridos.  “Além de potencializar as experiências das crianças durante o processo criativo e o de aprendizado, a utilização desses materiais gera uma redução considerável no custo das listas em comparação aos anos anteriores; sem contar, é claro, o impacto positivo do reaproveitamento de materiais em relação à preservação do meio ambiente”, explica a Coordenadora da Educação Infantil do Santa Inês, Rosana Rego Cairuga.

A ação faz parte do projeto “O potencial criativo da transformação: criatividade, conscientização e preservação do planeta na lista de materiais escolares”. Em 2019, o projeto recebeu o título de Honra ao Mérito do SINEPE/RS - Sindicato de Ensino Privado, como forma de reconhecimento pelo serviço de educação e inovação apresentado pela iniciativa.

Além de ampliar o nível de consciência da comunidade escolar sobre a importância e as possibilidades de reaproveitar e transformar de forma criativa o lixo, o projeto também conscientiza sobre as possibilidades de aprendizado e a importância da utilização de diferentes materiais para o desenvolvimento da sensibilidade artística e de habilidades motoras nas crianças. “Para a elaboração da nova lista de materiais foram considerados quatro pilares: criatividade, qualidade, preservação do meio ambiente e economia”, complementa Rosana, lembrando que, em 2019, a mudança trouxe uma redução média de 20% a 30% no valor final das listas de materiais para as famílias.

Os materiais arrecadados são entregues nos primeiros dias de aula e armazenados em um local adequado e de fácil acesso para as turmas. Ao longo do ano, são utilizados em diversos momentos, tais como: os de criação livre a partir de materiais naturais, como folhas secas e caroços de frutas típicas, inventividade e jogos simbólicos com latas, potes e embalagens. No ano passado, a Festa em Homenagem às Mães, por exemplo, surpreendeu com a criatividade: o "KIT BATE CORAÇÃO", que faz parte do projeto denominado AFETOS SONOROS, trouxe novo significado para uma caixa de sapatos repleta de instrumentos musicais produzidos com materiais não estruturados. Outro momento marcante foi a Mostra “Rapsódias do Olhar”, que reuniu trabalhos artísticos e instalações criadas pelas crianças com a utilização e a ressignificação dos materiais que, anteriormente, seriam descartados.

Camejo Soluções em Comunicação | 21 de Fevereiro de 2020