09 de Abril de 2018
Mutirão no Hospital Universitário de Canoas atende mais de 300 pessoas
Mutirão no Hospital Universitário de Canoas atende mais de 300 pessoas

As consultas aconteceram das 8h às 16h, no sábado (07), para pacientes na fila de espera previamente contatados pelo HU. O objetivo é agilizar o serviço e dar seguimento aos atendimentos nas especialidades

Em parceria com a Secretaria da Saúde de Canoas, o Hospital Universitário (HU), administrado pelo Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (GAMP), realizou, neste sábado (07), mais um mutirão de saúde, desta vez, com profissionais de Cardiologia e Nutrição. No local, 280 pessoas foram chamadas para consulta com o cardiologista e 36, para nutricionista.

O paciente Adão de Vargas, 70 anos, conta que precisa da liberação de um cardiologista para realizar um procedimento cirúrgico, pois tem uma lesão no coração e precisa de exames. “Estou há mais de um ano na espera para uma cirurgia de hérnia na virilha, fui encaminhado há um mês e acho maravilhosa essa agilidade na consulta, pois preciso seguir o tratamento”, explicou.

Segundo o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, esta parceria entre a prefeitura e o GAMP visa trazer um atendimento digno aos moradores de Canoas. “Há um ano, o tempo de espera de alguns pacientes era de seis anos, hoje, já reduzimos para apenas um. Nossa meta é diminuir cada vez mais esse número”, comenta o prefeito.  

Os pacientes chamados para consulta em Cardiologia no mutirão puderam receber encaminhamento para cateterismo, eletrocardiograma e outros exames. De acordo com a secretária da Saúde de Canoas, Rosa Groenwald, “com este mutirão, 800 pessoas já saíram da lista de espera na especialidade”.

Já a nutricionista, Franciela Viau, salienta que com a diminuição do tempo de espera, os pacientes que estão em busca da cirurgia bariátrica conseguem focar melhor no tratamento. “Para realizar o procedimento cirúrgico é preciso que cada paciente participe de quatro consultas, então hoje eles receberam uma orientação nutricional para reduzir o peso e, consequentemente, complicações na cirurgia”.

Segundo o superintendente regional do GAMP, Diego Bastos, no próximo sábado (14) está previsto um mutirão para Dermatologia e Psicologia, onde deverão ser atendidos 240 pacientes. “O nosso propósito é melhorar a saúde de Canoas, e também, eliminar a fila de espera por consultas e procedimentos cirúrgicos em todas as especialidades”, conta Bastos.

GRUPO GAMP

O Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (GAMP) é uma Organização de Saúde que atua desde 2006 na prestação de serviços junto a governos municipais e estaduais. A OS atua em várias regiões do Brasil e se destaca pela gestão transparente e capacidade de administração de equipamentos de saúde e recursos públicos com responsabilidade e dentro da Lei. Com sede na capital paulista, atualmente está presente no Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio Grande do Sul, onde é responsável pela gestão de quatro unidades de saúde em Canoas, Região Metropolitana de Porto Alegre: o Hospital Universitário (HU), o Hospital de Pronto Socorro (HPSC) duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e quatro Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

                                                                                                                                       

Camejo Soluções em Comunicação | 09 de Abril de 2018