08 de Agosto de 2019
Exposição inédita sobre o holocausto
Exposição inédita sobre o holocausto

Caxias do Sul será a primeira cidade do Rio Grande do Sul a receber, de forma inédita, a exposição itinerante “Nossa Luta: a perseguição aos negros durante o Holocausto”, composta por 23 painéis e duas vitrines. A mostra, com entrada gratuita, acontecerá de 12 a 22 de agosto, no Centro Municipal de Cultura Henrique Ordovás Filho. A iniciativa é promovida pelo Museu do Holocausto de Curitiba, em parceria com a Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS), a OAB Rio Grande do Sul (Comissão da Verdade Sobre a Escravidão Negra), a Câmara Municipal de Porto Alegre, a Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Porto Alegre, a B’nai B’rith Loja Barão Hirsch e o Instituto Cultural Judaico Marc Chagall. Em 27 de agosto, a exposição chega à Porto Alegre, onde ficará aberta até 17 de setembro, na Câmara Municipal de Vereadores.

A proposta da exposição é levar novas narrativas aos educadores, apresentando o contexto e a crescente privação dos negros desde o período colonial alemão (incluindo o genocídio de hereros e namaquas, na atual Namíbia), passando pela República de Weimar, até o Nazismo consolidado. Destaque também para curtas biografias de afrogermânicos que sobreviveram à perseguição nazista. Apesar das políticas raciais do Nazismo em relação aos judeus e ciganos terem sido bem documentadas, os pesquisadores deram pouca atenção às ações contra os negros. Esta minoria, embora não eliminada sistematicamente como outros grupos, enfrentou intensa discriminação - que variou do isolamento ao assassinato. Até hoje, são escassos os registros sobre a perseguição aos afrogermânicos.

O conteúdo foi desenvolvido em 2017 e lançado na internet como um material educativo, o que deu origem à mostra. Desenvolvido em parceria com a Clínica de Direitos Humanos da PUC-PR e com o Centro Cultural Humaita, entidade pautada no estudo e pesquisa da arte e cultura afro-brasileira, o projeto dá voz a uma comunidade marginalizada e, principalmente, usa a História para aproximar os leitores de uma discussão contemporânea e bem brasileira, sobre o ódio e racismo.

Segundo o coordenador-geral do Museu, Carlos Reiss, o pioneirismo deste trabalho está justamente na conexão feita entre a perseguição nazista, os Direitos Humanos e a Consciência Negra. “Ele torna o legado do Holocausto mais próximo de todos, trazendo valores e lições que estimulam a sociedade a conhecer melhor seu passado para refletir sobre o presente e construir um futuro mais justo. O Holocausto é uma ferramenta educativa poderosa para trabalhar temas atuais e relevantes, dentre eles o racismo e a noção de consciência negra”, afirma Reiss.

 

Serviço:

Exposição “Nossa Luta: a perseguição aos negros durante o Holocausto”

 

Caxias do Sul (RS)

Data: 12 a 22 de agosto Abertura: 12 de agosto, às 18h Endereço: Centro Municipal de Cultura Henrique Ordovás Filho (Rua Luiz Antunes, 312 - Panazzolo) Informações: (54) 3901-1316

 

Camejo Soluções em Comunicação | 08 de Agosto de 2019