01 de Agosto de 2019
420 mil reais com a venda de tampinhas
420 mil reais com a venda de tampinhas

A cada dia que passa mais entidades assistenciais se engajam no recolhimento de tampinhas e canudinhos plásticos. Dentre as que estão cadastradas junto ao Tampinha Legal, têm as que se destacam no estado pela quantidade de material recolhido e, consequentemente, o valor arrecadado, como o Educandário São João Batista. Ao todo, mais de 420 mil reais já foram entregues para entidades assistenciais incrementar seus orçamentos.

Entre algumas razões citadas pela coordenadora do Tampinha Legal, Simara Souza, está o engajamento das pessoas em colaborar com as entidades assistenciais. “Todas as tampinhas plásticas são separadas por cor através de mãos humanas. Isso significa que estamos mobilizando verdadeiros exércitos de voluntários em prol do lúdico e da transformação. O Tampinha Legal tem caráter educativo, buscando a conscientização da sociedade quanto a importância de destinar o material plástico adequadamente, seja através do reaproveitamento ou da reciclagem” afirma.

O Educandário São João Batista é o líder no ranking e já entregou quase 40 mil quilos de tampinhas plásticas para reciclagem. Montante que foi revertido em mais de R$ 70 mil reais destinados para incrementar seu orçamento. Entre as entidades assistenciais que mais arrecadam também está o Centro de Reabilitação de Porto Alegre – CEREPAL, com mais de R$ 40 mil reais arrecadados com a venda dos materiais recolhidos, a Liga Feminina de Combate ao Câncer de Tramandaí; a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE de Sapucaia do Sul; O Instituto da Mama do Rio Grande do Sul - IMAMA de Porto Alegre e a Associação Comunitária Participativa - ACOMPAR também de Porto Alegre.

O Tampinha Legal

O Tampinha Legal é iniciativa do Instituto SustenPlást, buscando a melhor valorização de mercado para o material. Os valores obtidos são destinados integralmente para as entidades assistenciais. Recentemente, lançou as ações Copinho Legal e Canudinho Legal, que, seguindo o modelo do Tampinha Legal, destinarão os recursos obtidos com a venda dos copos e canudos plásticos para as entidades assistenciais cadastradas no programa. Além do site, também é possível acompanhar o trabalho do Tampinha Legal por redes sociais, como YouTube e Facebook.

Camejo Soluções em Comunicação | 01 de Agosto de 2019